Renda presumida: o que é e como ela pode auxiliar na concessão de crédito - CDL POA

Renda presumida: o que é e como ela pode auxiliar na concessão de crédito

Consultas na base da Boa Vista proporcionam maior segurança na concessão de crédito

Um dos pontos a se levar em consideração na hora de conceder crédito é avaliar a renda presumida dos consumidores, analisando, por exemplo, detalhes das informações de pagamento, recebimentos e mais. As associadas da CDL POA têm acesso a esse serviço por meio das consultas na base da Boa Vista. A partir de um levantamento com diversas variáveis como dados demográficos, profissão e localidade, por exemplo, é possível chegar a uma previsão de gastos dos consumidores, bem como uma estimativa dos ganhos.

A partir do conhecimento da renda presumida, as empresas têm acesso a dados relevantes para potencializar as estratégias de vendas para clientes específicos. De modo geral é possível realizar uma validação real do ganho dos clientes e isso auxilia principalmente em casos de profissionais liberais ou autônomos que não têm renda declarada. Com um cruzamento de dados – sejam eles de consumo ou renda – é possível traçar um perfil do cliente.

Um levantamento aprofundado sobre os gastos reais do cliente com despesas como luz, telefone, cartão de crédito e algum tipo de financiamento, por exemplo, aponta uma média importante para que se possa compreender os ganhos. Dessa forma é possível, por exemplo, reduzir fraude e também inadimplência, confirmando se as informações passadas pelos clientes no momento da contratação são compatíveis com aquelas disponibilizadas na base de dados.

Renda presumida: segurança e prevenção nos negócios

Um dos principais motivos para utilizar o recurso de renda presumida é potencializar a segurança nas transações e, assim, atuar com prevenção nos negócios. A partir da análise dos dados disponíveis, as empresas podem aprimorar as políticas de crédito e estipular limites de crédito para trabalhar com cada cliente. Caso um consumidor tenha renda presumida de R$ 1 mil, por exemplo, a empresa pode definir que ele terá um limite de 30% para utilizar crédito, ou seja, R$ 300. 

Com o conhecimento da renda presumida as empresas conseguem estipular estratégias não só na etapa de concessão, mas também na recuperação de crédito – se necessário.

Data

28 julho 2022

Compartilhe

    CADASTRE-SE E RECEBA A NOSSA NEWSLETTER!