Inflação de itens para o Carnaval subiu mais do que IPCA - CDL POA

Inflação de itens para o Carnaval subiu mais do que IPCA

A Assessoria Econômica da CDL POA calculou a inflação do Carnaval 2024. O estudo técnico avaliou o comportamento dos preços dos bens e serviços tipicamente demandados no período festivo. Nesse sentido, a cesta de Carnaval avançou +7,7% no acumulado entre janeiro e dezembro de 2023, ou seja, subiu mais do que o IPCA cheio – indicador oficial de inflação do País – na mesma janela (4,6%). 

A seleção dos itens de consumo carnavalescos levou em consideração inicialmente o estudo da Fundação Getúlio Vargas. Como, no entanto, a ideia era utilizar os dados do índice oficial de inflação (IPCA), do IBGE, foi necessário realizar adaptações para, inclusive, abarcar a possibilidade de monitorar o comportamento na Região Metropolitana de Porto Alegre. A alta superior do “IPCA – Carnaval” em nível nacional na comparação com o indicador completo também pode ser constatada em nível local.O economista-chefe da CDL POA, Oscar Frank, recomenda atenção: “Os resultados ressaltam a necessidade de pesquisar e barganhar preços para que as comemorações não prejudiquem o equilíbrio orçamentário”. 

IPCA: índice cheio e cesta para o Carnaval
(Em variações percentuais acumuladas em 12 meses) 

IPCA – Carnaval
(Em variações percentuais acumuladas em 12 meses)

O gráfico exibe as métricas relativas ao acumulado em 12 meses, ou seja, que permitem extrair as tendências das séries. Após a acomodação entre o término do primeiro semestre de 2022, quando chegaram a ultrapassar 12%, e a primeira metade de 2023, os números voltaram a acelerar recentemente. Muito dessa dinâmica se deve às passagens aéreas, que apresentaram incremento destacado. 

Produtos e serviços selecionados pela AE / CDL POA para a formação da “Inflação do Carnaval” com base no IPCA, do IBGE 

Fonte: CDL Porto Alegre com base em FGV e IBGE. | Elaboração: AE/CDL POA.

 

Data

09 fevereiro 2024

Compartilhe

Ligue e descubra a solução ideal para a sua empresa

51 3017 8000

Capitais e regiões metropolitanas
De segunda a sexta , das 9h às 18h.