Dia da Criança auxilia recuperação


Dia da Criança auxilia recuperação

14


OUTUBRO, 2020

Notícias

Lojistas estimam vendas em 60% do que foi faturado em 2019 ou até iguais em alguns setores.

As vendas para o Dia da Criança animaram os comerciantes de Porto Alegre. As entidades do setor avaliaram o movimento do feriado de compras como positivo. “Foi bom, principalmente nas lojas de brinquedos”, observou o presidente do Sindilojas Porto Alegre, Paulo Kruse. O dirigente projetou o mesmo desempenho visto em igual período do ano passado. “Esperamos que tenha atingido ao longo da semana 100% de 2019”, assinalou.

“O sábado foi muito bom. Todos os comerciantes de brinquedos, de maneira geral, venderam muito bem”, acrescentou Kruse. O presidente do Sindilojas Porto Alegre atribuiu o aquecimento das vendas para o Dia da Criança a uma demanda que ficou reprimida em tempos de pandemia do novo coronavírus. “As crianças ficaram muito em casa.

Kruse ainda ressaltou que o movimento foi satisfatório tanto nas lojas de rua quanto nos estabelecimentos dentro dos shoppings. Quanto às vendas em geral do comércio e não somente itens para as crianças, Kruse calcula algo entre 50% e 90% em comparação com o ano passado, período anterior à pandemia. “Há setores do comércio já vendendo 90%, mesmo com horário reduzido”, afirmou. “É uma demanda reprimida. O pessoal deixou de comprar e agora está indo às compras”, enfatizou.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), Irio Piva, também previu números positivos nos segmentos voltados ao Dia da Criança. “Foi um bom movimento”, antecipou, referindo-se ao sábado, ao domingo e também ao dia de feriado, porém destacando: “o forte foi o sábado”.

Piva ainda relembrou o funcionamento do comércio lojista durante a semana e aos sábados e domingos. Sobre a situação do setor no atual momento, estimou que as vendas estão entre 60% e 70% em relação ao negociado no ano passado. “Já é positivo. É um sinal de que está melhorando”, concluiu.

O presidente da CDL procurou tranquilizar os consumidores sobre os riscos diante da pandemia. “As lojas são lugares seguros. O fato de ficarem fechadas durante todo esse tempo levou a uma cultura de cuidado muito grande. Isso é muito importante”, disse, frisando a obediência aos protocolos de saúde. “É quase impossível se contaminar em um ambiente desses. As pessoas podem ir com tranquilidade”, acrescentou. “A venda on-line cresceu significativamente, mas as pessoas estão com saudade de olhar e tocar o produto, fazer escolhas e experimentar. É uma experiência de compra”, detalhou.

Fonte: Jornal Correio do Povo

 

___________________________________________________

A CDL Porto Alegre reafirma seu compromisso em acolher as necessidades dos varejistas, auxiliando-os a transpor os entraves da disseminação do coronavírus. A Entidade tem a convicção de que a unidade do setor fará grande diferença neste momento tão delicado e de apreensão para todos. Com a atenção e a disponibilidade de cada empresário, para fazer a sua parte, o setor sairá ainda mais forte desta crise.

Data

14 outubro 2020

Compartilhe