Saiba como aproveitar a Black Friday

Em tempos de orçamento curto e bolso apertado, nada melhor que uma promoção para facilitar as compras. A Black Friday, que acontece hoje, é oportunidade tanto para conseguir descontos quanto para antecipar os presentes de fim de ano.

Segundo pesquisa do Sindilojas de Porto Alegre, 43% dos consumidores estão planejando aproveitar a data de liquidação para adquirir itens. E apesar do poder aquisitivo menor, o gasto médio com as compras deverá ser superior ao ano passado, em R$ 1.254.

Produtos de vestuário, artigos para casa, eletrônicos e entretenimento são os favoritos do público que já está se preparando para consumir na data, conforme levantamento da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA).

Baixe gratuitamente a pesquisa de Black Friday da CDL POA: Um novo ciclo de oportunidades para transformar ações digitais em negócios.

Horários

Além das vendas pela internet, que é como a Black Friday se popularizou, a expectativa é de que a data traga incremento importante também nos pontos físicos.

Em Porto Alegre, as lojas poderão optar por abrir em horário diferenciado até a meia-noite de sexta-feira, desde que façam adesão ao acordo coletivo de trabalho.

Saiba como fazer boas compras

COMECE PELA PESQUISA

– Verifique o preço do produto em mais de uma loja, tanto para compras em pontos físicos quanto pela internet. Os próprios sites de pesquisa, como o Google, possuem ferramentas de comparação de preços. Outras opções são sites como Buscapé, Zoom e JáCotei.

– Cada empresa tem as suas promoções. Segundo Paulo Kruse, a diferença de preço pode chegar até 15% entre uma loja e outra.

– Também é possível consultar preços em aplicativos. No RS, uma das opções é o Menor Preço Nota Gaúcha, desenvolvido pelo Procon-RS e a Secretaria Estadual da Fazenda. O app permite pesquisar os preços de um produto usando nome ou código de barras e ainda filtrar a menor distância em que pode ser encontrado.

POLÍTICAS DE TROCA

– Preste atenção nas condições de troca e de garantia oferecidas pela empresa. O Procon-RS lembra que as lojas não são obrigadas a efetuar a troca de produtos, como em caso de itens que não serviram, por exemplo. No entanto, nas compras pela internet, o Código de Defesa do Consumidor garante período de até sete dias para trocas ou devolução, a contar da data de recebimento, com retorno do valor.

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO

– É possível que as lojas cobrem juros em caso de parcelamento. Verifique se as taxas não encarecem demais o valor do produto.

CALCULE O PREÇO DO FRETE

– Os fretes acrescentam um peso à compra, e, em alguns casos, podem consumir todo o desconto da promoção. Certifique-se de que a compra vale a pena mesmo com o valor da entrega.

CUIDADO COMA SEGURANÇA

– Antes de tudo, pesquise a reputação do site ou da loja nas redes sociais ou em canais como o Reclame Aqui. Outra dica do Procon-RS é buscar os dados das empresas, como o CPF ou CNPJ do vendedor. Nos sites, essas informações costumam estar no rodapé da página.

– Rodrigo Garcia, especialista da multinacional de cibersegurança Trend Micro, também recomenda que seja conferido se o domínio do site da empresa está correto e se tem o cadeado que indica que a fonte é segura. O ícone aparece à esquerda do endereço do site no navegador.

– Além disso, utilize dispositivos seguros, com antivírus atualizado, e evite celulares ou computadores públicos ou de terceiros para efetuar as compras, para evitar que os seus dados fiquem salvos.

Fonte: Jornal Zero Hora – Edição impressa em 26 de novembro de 2021.

Data

26 novembro 2021

Compartilhe