Oportunidades para vender mais no segundo semestre

Com a aproximação do final do mês de julho, é hora de pensar nas oportunidades de vendas para o segundo semestre. Até o Natal, algumas datas do calendário comercial devem ser vistas com atenção pelos lojistas. Apesar das baixas em 2020, devido à pandemia provocada pelo coronavírus, é hora de preparação para a retomada. De acordo com especialistas, mesmo que lenta e gradual, ela é certa, por causa da vacinação que, aos poucos, atinge toda a população.  Por isso, quem se programar, deverá prosperar. Confira o nosso calendário comercial para o segundo semestre, e as dicas para aproveitá-lo da melhor maneira. 

08 de agosto: Dia dos Pais

A data é uma das principais do calendário comercial, só não ganha do Dia das Mães. Vale lembrar que o setor de vestuário e de calçado, um dos que mais sofreu na pandemia, também é o que mais vende no Dia dos Pais. Importante destacar que, com a proximidade do fim do inverno, o Dia dos Pais pode ser promissor para zerar alguns estoques. Então, capriche na comunicação visual e nas vendas casadas.  

Setembro: Semana do Brasil

É um movimento organizado pelo Governo Federal junto com os maiores varejistas do Brasil. Ainda não há informações sobre a data exata para acontecer em 2021. A ideia inicial da Semana do Brasil é se transformar na data na Black Friday brasileira.  

15 de setembro: Dia do Cliente

O que seria do varejo sem o cliente? A data foi criada em 2003, no Rio Grande do Sul, e hoje já vigora em 14 estados brasileiros. É o momento de agradecer ao cliente e de fazer com que ele se sinta prestigiado. Vale ofertas, brindes e é uma ótima oportunidade para ativar o relacionamento, enviar um recado e ser lembrado.

12 de outubro: Dia das Crianças

Tanto para os pais, quando para as crianças, o período de confinamento foi muito sentido. Este Dia das Crianças tem que ser especial. E deve ser muito promissor para o setor de serviços, como eventos, hotelaria e passeios turísticos em geral. Para além do brinquedo, que já é um produto consolidado na data, invista em experiências criativas. 

26 de novembro: Black Friday

Esta, sim, é uma data que, a cada ano, se consolida no comportamento de compra do brasileiro. Especialmente no e-commerce. Os produtos mais vendidos são os eletroeletrônicos. Mas, independentemente do seu segmento, a Black Friday é para ser vivida. Que tal fazer um bota-fora de estoques específicos? A ideia não é liquidar toda a loja, mas apresentar alguma oferta interessante para atrair o público que já se prepara para o Natal. 

29 de novembro: Cyber Monday

A segunda-feira cibernética é um termo criado pelas empresas dos Estados Unidos para estimular as compras online na segunda-feira após o Dia de Ação de Graças. Pode ser considerada uma extensão da Black Friday, com objetivo de atrair o público para o e-commerce e continuar vendendo os produtos postos em liquidação, até esgotarem os estoques. No Brasil já ganha corpo e é aproveitado pelas lojas fortes no e-commerce. 

31 de outubro: Halloween

Apesar de ser uma celebração tipicamente norte-americana, vem ganhando corpo em escolas, condomínios e bairros por aqui. Uma oportunidade para os segmentos de fantasias, maquiagem, doces e acessórios. Uma decoração alusiva à data também pode ser uma oportunidade para restaurantes e comércio em geral. A temática pode estimular muitos clientes.

25 de dezembro: O Natal, o majestoso.

Com tantas mudanças de comportamento, devido à pandemia, mais do que nunca as famílias irão celebrar o Natal. Alguns encontros esperadíssimos acontecerão, e o lojista deve agregar valor sentimental aos seus produtos. Vale uma divulgação baseada no encontro, na saúde e na alegria das coisas que realmente importam. O presente? É a cereja do bolo!

Outras datas

Existem outras datas que não estão no calendário comercial, mas que também podem ser aproveitadas, a depender do segmento de atuação. Fique de olho! Algumas delas: Dia dos Avós (26 de julho); Semana Farroupilha (20 de setembro); e dos Professores (15 de novembro).

Data

15 julho 2021

Compartilhe