Quais as consequências da crise de energia na China?

Analistas e investidores têm se debruçado sobre um problema que vem ganhando proporções cada vez maiores recentemente: a crise de energia na China. Esse obstáculo, inclusive, pode ameaçar a manutenção do ritmo de recuperação econômica do país e, por conseguinte, do mundo.

Por um lado, a demanda doméstica está aquecida, em linha com o processo de retomada após o pior momento da pandemia de COVID-19 e do amplo arsenal de medidas adotadas pelo governo Xi Jinping. Por outro, existe um choque de oferta negativo, determinado pelo encarecimento do carvão e do gás natural. Vale lembrar que dois terços da matriz são provenientes de termoelétricas.

Além disso, o Partido Comunista estabeleceu metas para a redução de emissão de carbono, que atingem particularmente as indústrias pesadas. A ideia é promover a utilização de fontes limpas e com eficiência superior, visando combater as mudanças climáticas. Logo, a queda na alocação de capital para a geração de energia via alternativas usuais (fator estrutural), combinada ao movimento de alta das commodities no mercado internacional (questão conjuntural), acarreta no desequilíbrio do sistema.

De acordo com as estimativas do Goldman Sachs, pelo menos 44% do parque fabril é afetado pelo atual quadro. Como resultado, o Banco Nomura cortou tanto a previsão de crescimento do PIB da China para o terceiro trimestre em relação ao mesmo período de 2020 (de 4,7% para 3,0%) quanto para os três últimos meses do ano (de 5,1% para 4,4%).

Diante do cenário apresentado, vemos uma tendência de que as cadeias produtivas globais permaneçam desorganizadas por mais tempo, impactando os custos das empresas brasileiras. Caso a hipótese venha a se concretizar, haverá novos prejuízos à saúde financeira das firmas que, em muitas situações, ainda sofrem com os efeitos da imposição do distanciamento social.

*Conteúdo exclusivo – Oscar Frank, economista-chefe da CDL POA

 

________________________________________

Veja também:

 

Data

29 setembro 2021

Compartilhe