fbpx

Tudo que você precisa saber sobre a Black Friday 2019

27

NOVEMBRO, 2019

Notícias

70% dos consumidores pretendem fazer compras nesta Black Friday, constata pesquisa da Boa Vista parceira da CDL Porto Alegre

Pesquisa feita para identificar o comportamento dos consumidores em todo o Brasil para a Black Friday, constatou que 70% dos entrevistados farão compras nesta Black Friday.

Para esta Black Friday, o ticket médio nacional será de R$ 460. Já quando questionados sobre o quanto pretendem investir nessas compras, por faixas de preço, 51% disseram que irão gastar acima de R$ 600 com as compras de Black Friday.

A pesquisa também identificou que 63% dos entrevistados comprarão produtos que ainda não possuem, enquanto 34% comprarão produtos para substituir outros, ou repor o que já possuem; e apenas 3% aproveitarão a data para aproveitar um lançamento ou por desejarem estar na moda/antenado com as novidades.

Para 51% dos consumidores as compras na Black Friday serão planejadas, e para 49% de oportunidades que eventualmente encontrem no mercado.

Forma de pagamento

65% dos consumidores irão pagar as compras da Black Friday parcelando o valor. Outros 35% disseram que irão pagar à vista.

O cartão de crédito será utilizado por 41% dos consumidores. 19% vão pagar em dinheiro e 16% no cartão de débito.

57% farão as compras de forma online. Já 43% em lojas físicas. Destes, 45% deverão ser realizadas em shopping centers, redes varejistas e lojas de departamento, 39% em lojas de bairro e 16% em hipermercados.

Eletrônicos (43%) e eletrodomésticos (42%) lideram as categoriais com mais pretensão de compra nesta Black Friday, seguidos por celulares (36%) e itens de moda e acessórios (34%). Cada consumidor pôde eleger mais de uma categoria de produtos (múltipla escolha).

Não vou comprar porque…

30% dos consumidores entrevistados disseram que não pretendem fazer compras na Black Friday. Entre as razões destacadas por eles, principalmente, o fato de não terem o hábito de fazer compras por não perceberem vantagens econômicas na data, em 29% dos casos, e por estarem sem condições financeiras (endividados), em 18% das menções, como mostra a imagem a seguir.

 

Vendas na Black Friday devem crescer mais de 4% em 2019

A área de Indicadores e Estudos Econômicos da Boa Vista, parceira da CDL POA, projeta um crescimento de pelo menos 4% das vendas nesta Black Friday, na comparação com 2018. No ano passado, a alta foi de 4,7%. A projeção é baseada nas consultas feitas ao banco de dados da empresa.

A se confirmar a projeção dos economistas, a Black Friday deve registrar o maior crescimento do ano na comparação com as demais datas comemorativas até agora. Segundo a equipe responsável pelo levantamento, o desempenho das vendas deve acompanhar a trajetória de aceleração do ritmo de crescimento do varejo, impulsionada pela recuperação gradual do mercado de trabalho, pelo aumento da confiança, pela expansão das concessões de crédito e pela liberação dos recursos do FGTS.

Destacam-se entre os itens mais vendidos na data os eletrônicos e eletrodomésticos, de valor mais elevado e cujas vendas dependem, portanto, das condições do crédito.

Além disto, ano após ano os consumidores têm aproveitado as promoções da Black Friday para já anteciparem as compras de Natal, o que também deve favorecer o movimento do comércio na data.

Ainda assim, de acordo com os economistas, mesmo diante da antecipação das vendas de Natal para a Black Friday, a melhora do cenário econômico aponta para a continuidade do crescimento das vendas do comércio até o final do ano.

 

55% dos consumidores ainda se sentem inseguros ao realizar compras pela internet

As pesquisas também constataram que, apesar de ser cada vez maior o número de consumidores que aproveitam a Black Friday para comprar aquilo que tanto desejam por um preço melhor, 55% dos entrevistados ainda se sentem inseguros ao fornecerem seus dados pela internet em compras online.

A preocupação é maior entre os que já sofreram algum tipo de fraude. Quando questionados se já enfrentaram algum tipo de situação neste sentido, 21% confirmaram que já foram vítimas de fraude e, em 55% dos casos os problemas ocorreram pelo uso indevido do cartão de crédito.

Outros 16% alegaram que já sofreram fraudes com os seus dados pessoais depois de emprestarem o nome a terceiros. 15% porque passaram pelo problema de ter algum documento clonado e 14% porque tiveram especificamente o CPF clonado.

Vai com medo mesmo

Apesar de ser real o receio de se fazer uma compra em uma loja virtual, 57% do total de entrevistados que pretendem fazer compras nesta Black Friday o farão pela internet. E mesmo inseguros na hora de fechar uma compra online, os consumidores afirmaram que aproveitam a Black Friday. Os motivos: 74% aproveitam os descontos da data. 8% antecipam as compras de final de ano; 5% barganham preços menores aos das lojas físicas; 4% querem evitar a dor de cabeça das compras de última hora; 4% utilizam cupons de descontos; 3% pela influência das propagandas nas redes sociais e 2% pelas dicas de blogueiros/influenciadores digitais.

Na pesquisa, 83% declararam ainda ser muito vantajoso aproveitar a data para fazer as compras, principalmente pelos descontos (redução de preços, juros menores, isenção de juros), isso em 69% dos casos; e promoções, como do tipo leve 1 pague 2, para 24% dos casos.

 

Metodologia

Para realizar a pesquisa sobre o comportamento do consumidor na Black Friday, a Boa Vista utilizou metodologia quantitativa, via internet. O universo é representado por consumidores que buscaram informações e orientações no site Consumidor Positivo e consumidores do mercado, entre os meses de setembro e outubro de 2019. Amostra: aleatória, não probabilística, alcançando aproximadamente 900 respondentes, das cinco regiões do país. A leitura dos resultados deve considerar 3% de margem de erro e confiabilidade de 95%.