Pesquisa da CDL POA mostra que Dia dos Namorados deve movimentar R$ 74,1 milhões na Capital

25

MAIO, 2018

Notícias

Na hora de demonstrar amor neste Dia dos Namorados, apaixonados pretendem gastar mais do que em 2017. De acordo com pesquisa de expectativa de consumo para a data, encomendada pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre (CDL POA), a movimentação de vendas deve ficar em torno de R$ 74,1 milhões (3,8% superior na comparação com o ano passado). O ticket médio também será mais alto, na mesma comparação: R$ 193, contra R$ 186 no ano passado.

Além disso, o levantamento também mostra dados curiosos sobre as diferenças de desejos de presentes entre homens e mulheres para a data. Enquanto os namorados dividem-se entre os que querem roupa (24,4%), eletrônicos (7,2%) ou calçados (5%); as namoradas esperam receber roupa (18,2%), perfume (14%), calçado (13,2%), viagem (10,7%), joia (9,9%) e acessório (9,1%). Elas mostram que são mais certas sobre o que pretendem ganhar: apenas 24% das entrevistadas se disseram indecisas, contra 44,4% dos consultados do sexo masculino.

O melhor, segundo o estudo, é que há grandes chances de a maioria ficar feliz com o regalo que receberá, pois o vestuário (31%) foi o item apareceu em primeiro lugar no quesito de intenção de compra. Seguido de perfumaria 12%, joias 8,3, acessórios (10,3%) e calçados (10,6%).

Com o de hábito, os presentes devem ser comprados na semana que antecede a data, apontou 39% dos entrevistados. Em contrapartida, cresceu a quantidade de consultados que afirmaram querer se antecipar: eram apenas 12,6% os pretendiam ir às lojas duas semanas antes do Dia dos Namorados em 2017, mas agora este número dobrou (25,6%).

Sobre as formas de pagamento, 31,2% pretendem pagar no cartão de crédito parcelado e 25% no cartão de crédito em uma vez. O interessante foi a grande mudança no que se refere ao plano de pagar em dinheiro, que caiu para menos da metade do ano passado: de 43% para 20,6%.

Perfis de consumo

As formas de amar são variadas, assim como o jeito com que cada apaixonado demonstra seu afeto. Por isso, nesta pesquisa foram traçados os perfis dos consumidores na hora de traduzir os seus sentimentos em presentes:

  • Afetivo 33,6% 33,6%
  • Prático 31,6% 31,6%
  • Analítico 25,9% 25,9%
  • Confiante 9% 9%

Sobre o levantamento

A Vitamina Pesquisa entrevistou, de 16 a 26 de abril, 300 homens e mulheres, moradores da Capital. A amostra inclui pessoas das classes A, B, C e D, sendo a maioria (30,6%) com idades entre 35 e 49 anos e Ensino Superior Completo (26,2%). Cerca de 36,2% dos consultados são funcionários de empresa privada e 28,9% profissionais liberais/empresários.