[vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Aumento de preços ficou acima do centro da meta pelo 4º ano consecutivo.

[/vc_column_text][vc_column_text]Os preços medidos pelo índice oficial de inflação do Brasil, IPCA, cresceram 0,92% em dezembro. Com o resultado, em 12 meses a inflação voltou a subir e finalizou o ano em 5,91%.

O resultado foi acima das expectativas do mercado, que apontavam variação de 0,77% para o último mês do ano.

Em Porto Alegre a variação foi significativamente menor: 0,67% no mês, com acumulado em 12 meses finalizando em 5,77%.

Dentre os grupos de maior aumentoencontramos:

Brasil: Transportes (+1,85%), Alimentação e bebidas (+0,89%), e Artigos de residência (+0,89%);

Porto Alegre: Transportes (+1,38%), Alimentação e bebidas (+0,96%), e Comunicação (+0,78%);

Já entre os de menor aumentoestão:

Brasil: Educação (+0,05%), Saúde e cuidados pessoais (+0,41%), Habitação (+0,52%);

Porto Alegre: Artigos de residência (-0,64%), Educação (+0,04%) e Vestuário (+0,06%).[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/3″][ultimate_heading alignment=”center” spacer=”line_only” spacer_position=”middle” spacer_img_width=”48″ line_style=”solid” line_height=”1″ line_color=”#333333″ icon_type=”selector” icon_size=”32″ icon_style=”none” icon_color_border=”#333333″ icon_border_size=”1″ icon_border_radius=”500″ icon_border_spacing=”50″ img_width=”48″ line_icon_fixer=”10″ main_heading=”Expectativas para Inflação” main_heading_font_size=”15″ sub_heading_font_size=”12″ sub_heading_margin=”margin-bottom:15px;”](em var. %)[/ultimate_heading][vc_single_image image=”1032″ alignment=”center” border_color=”grey” img_link_target=”_self” img_size=”full” css=”.vc_custom_1406753806601{margin-bottom: 15px !important;}”][vc_column_text el_class=”fonteGrafico”]

Fonte:Relatório FOCUS/Banco Central do Brasil.  Elaboração: NI/CDL POA.

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”2/3″][ultimate_heading alignment=”center” spacer=”line_only” spacer_position=”middle” spacer_img_width=”48″ line_style=”solid” line_height=”1″ line_color=”#333333″ icon_type=”selector” icon_size=”32″ icon_style=”none” icon_color_border=”#333333″ icon_border_size=”1″ icon_border_radius=”500″ icon_border_spacing=”50″ img_width=”48″ line_icon_fixer=”10″ main_heading=”Inflação acumulada em 12 meses” main_heading_font_size=”15″ sub_heading_font_size=”12″ sub_heading_margin=”margin-bottom:15px;”](em var. %)[/ultimate_heading][vc_single_image image=”1033″ alignment=”center” border_color=”grey” img_link_target=”_self” img_size=”full” css=”.vc_custom_1406753831353{margin-bottom: 15px !important;}”][vc_column_text el_class=”fonteGrafico”]

Fonte:Relatório FOCUS/Banco Central do Brasil.  Elaboração: NI/CDL POA.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Considerações da Assessoria Econômica

Em primeiro lugar, destacamos que:

  • desde 2002 (+2,1%) o mês de dezembro não apresentava inflação tão alta;
  • apesar da meta de inflação ser definida com 2 anos de antecedência, pelo 4º ano consecutivo ela se mantém acima dos 4,5% determinados;
  • a Gasolina, com aumento de 4,04% – refletindo uma contribuição de 0,15% para o indice mensal, influenciou bastante o resultado do mês;
  • além disso, os Alimentos mantiveram-se pressionados por ser um período entressafra, e subiram acumularam aumento de 8,48%.

Em segundo lugar, nossa análise indica que;

  • os preços de Alimentos devem continuar pressionados e, portanto, manterem-se uma fonte de redução de poder de compra aos consumidores pelo seu peso no consumo das famílias (mais de 24%);
  • a possibilidade de reajustes nos preços dos transportes urbanos abre uma perspectiva de aceleração da inflação no primeiro semestre;
  • além disso, em função do calendário eleitoral o governo deve continuar a expansão dos gastos públicos, o que reforça os efeitos anteriores;

Assim, para janeiro e fevereiro o mercado espera variação dos preços em 0,74% e 0,64%, respectivamente. Com isso, a previsão para o acumulado ao final de 2014 é uma inflação maior que 2013, possivelmente em 6,26%.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Assessoria Econômica
Gabriel P. Torres – Economista

gabriel.torres@cdlpoa.com.br
(51) 3017-8048   (51) 9158-6552

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/1″][vc_column_text]

Política de Uso
Caso seja de seu interesse receber esse documento em versão digital, por favor entre em contato através do e-mail 
gabriel.torres@cdlpoa.com.br . A CDL POA permite a reprodução total ou parcial do conteúdo deste documento, desde que devidamente citadas fonte e elaboração. As análises contidas nesse documento são de única e inteira responsabilidade de seu(s) elaborador(es), não representando necessariamente a visão da instituição, seus diretores, procuradores e (ou) demais representantes legitimamente escolhidos conforme seu estatuto. A CDL POA e os autor(es) deste documento não se responsabilizam por quaisquer decisões e ações tomadas com base nas informações e análises presentes nesses informativos.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]