Com foco na retomada – Por Irio Piva

06

ABRIL, 2020

Notícias

Escrevo como cidadão, pai, empresário e, também, como representante de lojistas de Porto Alegre. Minha crença é de que vamos sair desta pandemia mais unidos do que nunca. Precisaremos da união de empregadores e empregados, eleitores e políticos, locadores e locatários, médicos e pacientes, presidente, governadores e prefeitos, parlamentares, líderes empresariais e imprensa.

A presença do novo coronavírus tornou evidente a fragilidade com a qual estamos convivendo há muito tempo. Não estou me referindo apenas ao sistema de saúde, mas à crise de confiança instaurada entre nós, que é imperioso que seja combatida. O olhar precisa estar voltado às pessoas. Não somos ingênuos quanto ao fato de que, também em cenários como este, há quem ainda tente fazer valer suas ideias e interesses político-eleitorais. Mas, definitivamente, não são cargos em jogo. São vidas, empregos e renda.

Percebo a preocupação e a resiliência daqueles que dirigem empresas para manter os postos de trabalho. O consenso é de que devemos salvar o caixa, abrindo mão de uma série de compromissos para que não haja demissões. É a responsabilidade que temos como empresários. E estão sendo cruciais as iniciativas do governo federal no sentido de dar fôlego às empresas, como o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego. Esperamos também atitudes do governo estadual para a preservação de empregos, a sustentabilidade de negócios e o incentivo à economia do Rio Grande do Sul.

Frente a uma ameaça, pode-se paralisar, fugir ou lutar. Já estivemos mais paralisados, o que é natural, pois deparamos com uma situação de incontáveis nuances e incertezas. As interrogações ainda permanecem, contudo muitos encontraram caminhos para além do imprescindível controle do caixa. Por exemplo, há empresas varejistas produzindo máscaras para distribuir a clientes e ao sistema de saúde.

A nossa proposta é nos movimentarmos com estratégia. A saúde, o bem-estar das pessoas, inclusive mental, o emprego e a renda são responsabilidade coletiva e necessitam ser encarados como um resultado da união de todos que, em vez de ficar paralisados, terão partido para a luta.

Irio Piva – Presidente da CDL Porto Alegre

 

*Artigo publicado no Jornal Zero Hora – Edição impressa no dia 6 de abril de 2020.

 

___________________________________________________

A CDL Porto Alegre reafirma seu compromisso em acolher as necessidades dos varejistas, auxiliando-os a transpor os entraves da disseminação do coronavírus. A Entidade tem a convicção de que a unidade do setor fará grande diferença neste momento tão delicado e de apreensão para todos. Com a atenção e a disponibilidade de cada empresário, para fazer a sua parte, o setor sairá ainda mais forte desta crise.